Procura o asunto que pretendes na barra lateral
Terça-feira, 24 DE Fevereiro 2009

 processos de separação de misturas...

 

 

1-misturas heterogéneas:
1.1- separação magnética

 

Técnica de separação utilizada quando um dos componentes tem propriedades magnéticas - ex.: ferro
Ex.: FERRO+ ENXOFRE

 

1.2- decantação 
Permite separar um líquido de um sólido depositado no
 
 
fundo de um recipiente.
 
Exs.: ÁGUA + TERRA 

-misturas heterogéneas:1
1.1- separação magnética
Técnica de separação utilizada quando um dos componentes tem propriedades magnéticas - ex.: ferro
Ex.: FERRO+ ENXOFRE
 
1.2- decantação 
Permite separar um líquido de um sólido depositado no fundo de um
 
recipiente.
 
Exs.: ÁGUA + TERRA 
 
1.3- FILTRAÇÃO
Para separar as partículas sólidas em suspensão num líquido, através de um filtro.
O filtro retém as partículas sólidas (RESÍDUO) e permite a passagem do líquido (FILTRADO).
Ex.: ÁGUA TURVA (com pequenas partículas em suspensão) 

1.4- DECANTAÇÃO EM FUNIL
Permite a separação de líquidos imiscíveis (que não se misturam homogeneamente).
Ex.: AZEITE + ÁGUA.

 

1.5- SUBLIMAÇÃO
Utiliza-se quando um dos componentes da mistura sublima facilmente, ou seja, é muito volátil - ex.: iodo, naftalina...
Ex.: IODO + VIDRO.
 

 

1.6- dissolução fraccionada ou extracção por solvente 
Permite separar duas ou mais substâncias sólidas, recorrendo a um solvente que dissolva apenas uma delas.
 
Exs.: AÇÚCAR + ENXOFRE  - Podemos adicionar a água que
 
apenas dissolve o açúcar. Depois teremos de utilizar outras técnicas,
 
por ex.: uma filtração - recupera-se o enxofre (retido no filtro), e uma
 
cristalização - recupera-se o açúcar dissolvido no filtrado.

 

Laboratório

   

APRENDE TUDO SOBRE FÌSICO_QUÌMICA

aqui

 

 

 

  Prémios Nobel da Física - Alguns Europeus Galardoados

Questionário com perguntas de escolha múltipla sobre alguns europeus que foram galardoados com o Prémio Nobel da Física ...

 

     

 

 

Um carro à prova de tudo
 
Um carro à prova de meteoritos. Vale a pena ver o vídeo.


 


 
 Tabela de iões
Catiões
Nome Símbolo
Alumínio Al3+
Amónio NH4+
Bário Ba2+
Berílio Be2+
Bismuto Bi3+
Boro B3+
Cádmio Cd2+
Cálcio Ca2+
Césio Cs+
Chumbo Pb2+
Cobalto (II) Co2+
Cobalto (III) Co3+
Cobre (I) Cu+
Cobre (II) Cu2+
Crómio (III) Cr3+
Estanho (II) Sn2+
Estanho (IV) Sn4+
Estrôncio Sr2+
Ferro (II) Fe2+
Ferro (III) Fe3+
Gálio Ga3+
Hidrogénio H+
Lítio Li+
Magnésio Mg2+
Manganésio (II) Mn2+
Manganésio (III) Mn3+
Mercúrio (I) Hg22+
Mercúrio (II) Hg2+
Níquel (II) Ni2+
Níquel (III) Ni3+
Ouro (I) Au+
Ouro (III) Au3+
Oxónio H3O+
Platina (II) Pt2+
Potássio K+
Prata Ag+
Sódio Na+
Vanádio (V) V5+
Zinco Zn2+


 

Aniões
Nome Símbolo
Acetato CH3CO2-
Brometo Br-
Carbonato CO32-
Cianato CNO-
Cianeto CN-
Clorato ClO3-
Cloreto Cl-
Clorito ClO2-
Cromato CrO42-
Dicromato Cr2O72-
Diidrogenofosfato H2PO4-
Fluoreto F-
Fosfato PO43-
Ftalato C8H4O42-
Hexacianoferrato (II) Fe(CN)64-
Hexacianoferrato (III) Fe(CN)63-
Hidreto H-
Hidrogenocarbonato (bicarbonato) HCO3-
Hidrogenodifluoreto HF2-
Hidrogenofosfato HPO42-
Hidrogenoftalato HC8H4O4-
Hidrogenossulfato HSO42-
Hidrogenossulfito HSO32-
Hidrogenossulfureto HS-
Hidróxido HO-
Hipoclorito ClO-
Hipoiodito IO-
Iodato IO3-
Iodeto I-
Nitrato NO3-
Nitrito NO2-
Oxalato C2O42-
Óxido O2-
Perclorato ClO4-
Permanganato MnO4-
Peróxido O22-
Sulfato SO42-
Sulfito SO32-
Sulfureto S2-
Tiocianato SCN-
Tiossulfato S2O32-
Tiossulfito S2O22-
Tri-iodeto I3-
 

 

Constantes Físicas

Nome Símbolo Valor
Aceleração da gravidade ao nível do mar
g 9,7805 m.s-2
Carga do electrão
e (-)1,602176462 x 10-19 C 
Constante de Avogadro
NA 6,02214199 x 1023 mol-1
Constante de Boltzmann
k 1,3806503 x 10-23 J.K-1
Constante de Coulomb
K0 8,9874 x 10-9 N.m2.C-2
Constante de Faraday
F 9,6485315 x 104 C.mol-1
Constante dos gases ideais
R 8,31451 J.K-1.mol-1
 
ou 1,98717 cal.K-1.mol-1
 
ou 0,082056 atm.dm3.K-1.mol-1
Constante gravitacional
G 6,67259(85) x 10-11 m3.kg-1.s-2
 
  ou N.m2.kg-2
Constante magnética
Km 1,0000 x 10-7 m.kg.C-2
Constante de Planck
h 6,62606876 x 10-34 J.s
Constante de Rydberg
RH 1,096775 x 107 m-1
Constante de Wien
B 2,898 x 10-3 K.m
Massa do electrão em repouso
me 9,10938188 x 10-31 kg
Massa do neutrão em repouso
mn 1,674954 x 10-27 kg
Massa do protão em repouso
mp 1,67262158 x 10-27 kg
Permeabilidade do vácuo
µ0 4x3,14 x 10-7 kg.m.s-2.A-2
 
ou 1,2566 x 10-6 m.kg.C-2
Permitividade do vácuo
E0 8,8542 x 10-12 kg-1 m-3.s-4.A2
 
  ou N-1.m-2.C2
Pressão atmosférica normal
P 1,0 atm
 
ou 760 mmHg
 
ou 1,01 x 105 Pa
Produto iónico da água
Kw 1,0 x 10-14
Raio de Bohr
a0 5,2917 x 10-11 m
Unidade de massa atómica
u 1,66057 x 10-27 kg
Velocidade da luz no vazio
c 2,99792458 x 108 m.s-1
Volume molar de uma gás ideal (P.T.N.)
Vm 22,41 dm3.mol-1
Volume molar padrão de uma gás ideal
Vm0 24,4656 dm3.mol-1

 

Unidades:
C = coulomb; J = joule; K = kelvin; <font face="Times New Roma

publicado por ana às 20:13
Assuntos tratados no blog:


 


 
mais sobre mim
 

 

 

   

se quiseres

dar sugestões

manda-me

um mail

 

  

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more

 


 

 

Conversor da  Temperatura

 

 

Leituras

recomendadas

 
 
 

Sociedade Portuguesa de Física

Sociedade Portuguesa de Química

Ciência Viva

Gave


 

       Mais Disciplinas que fiz

 

  LINKS MUITO BONS

      Sites úteis para aulas de Ciências da Natureza