Procura o asunto que pretendes na barra lateral
Terça-feira, 24 DE Fevereiro 2009

 processos de separação de misturas...

 

 

1-misturas heterogéneas:
1.1- separação magnética

 

Técnica de separação utilizada quando um dos componentes tem propriedades magnéticas - ex.: ferro
Ex.: FERRO+ ENXOFRE

 

1.2- decantação 
Permite separar um líquido de um sólido depositado no
 
 
fundo de um recipiente.
 
Exs.: ÁGUA + TERRA 

-misturas heterogéneas:1
1.1- separação magnética
Técnica de separação utilizada quando um dos componentes tem propriedades magnéticas - ex.: ferro
Ex.: FERRO+ ENXOFRE
 
1.2- decantação 
Permite separar um líquido de um sólido depositado no fundo de um
 
recipiente.
 
Exs.: ÁGUA + TERRA 
 
1.3- FILTRAÇÃO
Para separar as partículas sólidas em suspensão num líquido, através de um filtro.
O filtro retém as partículas sólidas (RESÍDUO) e permite a passagem do líquido (FILTRADO).
Ex.: ÁGUA TURVA (com pequenas partículas em suspensão) 

1.4- DECANTAÇÃO EM FUNIL
Permite a separação de líquidos imiscíveis (que não se misturam homogeneamente).
Ex.: AZEITE + ÁGUA.

 

1.5- SUBLIMAÇÃO
Utiliza-se quando um dos componentes da mistura sublima facilmente, ou seja, é muito volátil - ex.: iodo, naftalina...
Ex.: IODO + VIDRO.
 

 

1.6- dissolução fraccionada ou extracção por solvente 
Permite separar duas ou mais substâncias sólidas, recorrendo a um solvente que dissolva apenas uma delas.
 
Exs.: AÇÚCAR + ENXOFRE  - Podemos adicionar a água que
 
apenas dissolve o açúcar. Depois teremos de utilizar outras técnicas,
 
por ex.: uma filtração - recupera-se o enxofre (retido no filtro), e uma
 
cristalização - recupera-se o açúcar dissolvido no filtrado.

 

Laboratório

   

APRENDE TUDO SOBRE FÌSICO_QUÌMICA

aqui

 

 

 

  Prémios Nobel da Física - Alguns Europeus Galardoados

Questionário com perguntas de escolha múltipla sobre alguns europeus que foram galardoados com o Prémio Nobel da Física ...

 

     

 

 

Um carro à prova de tudo
 
Um carro à prova de meteoritos. Vale a pena ver o vídeo.


 


 
 Tabela de iões
Catiões
Nome Símbolo
Alumínio Al3+
Amónio NH4+
Bário Ba2+
Berílio Be2+
Bismuto Bi3+
Boro B3+
Cádmio Cd2+
Cálcio Ca2+
Césio Cs+
Chumbo Pb2+
Cobalto (II) Co2+
Cobalto (III) Co3+
Cobre (I) Cu+
Cobre (II) Cu2+
Crómio (III) Cr3+
Estanho (II) Sn2+
Estanho (IV) Sn4+
Estrôncio Sr2+
Ferro (II) Fe2+
Ferro (III) Fe3+
Gálio Ga3+
Hidrogénio H+
Lítio Li+
Magnésio Mg2+
Manganésio (II) Mn2+
Manganésio (III) Mn3+
Mercúrio (I) Hg22+
Mercúrio (II) Hg2+
Níquel (II) Ni2+
Níquel (III) Ni3+
Ouro (I) Au+
Ouro (III) Au3+
Oxónio H3O+
Platina (II) Pt2+
Potássio K+
Prata Ag+
Sódio Na+
Vanádio (V) V5+
Zinco Zn2+


 

Aniões
Nome Símbolo
Acetato CH3CO2-
Brometo Br-
Carbonato CO32-
Cianato CNO-
Cianeto CN-
Clorato ClO3-
Cloreto Cl-
Clorito ClO2-
Cromato CrO42-
Dicromato Cr2O72-
Diidrogenofosfato H2PO4-
Fluoreto F-
Fosfato PO43-
Ftalato C8H4O42-
Hexacianoferrato (II) Fe(CN)64-
Hexacianoferrato (III) Fe(CN)63-
Hidreto H-
Hidrogenocarbonato (bicarbonato) HCO3-
Hidrogenodifluoreto HF2-
Hidrogenofosfato HPO42-
Hidrogenoftalato HC8H4O4-
Hidrogenossulfato HSO42-
Hidrogenossulfito HSO32-
Hidrogenossulfureto HS-
Hidróxido HO-
Hipoclorito ClO-
Hipoiodito IO-
Iodato IO3-
Iodeto I-
Nitrato NO3-
Nitrito NO2-
Oxalato C2O42-
Óxido O2-
Perclorato ClO4-
Permanganato MnO4-
Peróxido O22-
Sulfato SO42-
Sulfito SO32-
Sulfureto S2-
Tiocianato SCN-
Tiossulfato S2O32-
Tiossulfito S2O22-
Tri-iodeto I3-
 

 

Constantes Físicas

Nome Símbolo Valor
Aceleração da gravidade ao nível do mar
g 9,7805 m.s-2
Carga do electrão
e (-)1,602176462 x 10-19 C 
Constante de Avogadro
NA 6,02214199 x 1023 mol-1
Constante de Boltzmann
k 1,3806503 x 10-23 J.K-1
Constante de Coulomb
K0 8,9874 x 10-9 N.m2.C-2
Constante de Faraday
F 9,6485315 x 104 C.mol-1
Constante dos gases ideais
R 8,31451 J.K-1.mol-1
 
ou 1,98717 cal.K-1.mol-1
 
ou 0,082056 atm.dm3.K-1.mol-1
Constante gravitacional
G 6,67259(85) x 10-11 m3.kg-1.s-2
 
  ou N.m2.kg-2
Constante magnética
Km 1,0000 x 10-7 m.kg.C-2
Constante de Planck
h 6,62606876 x 10-34 J.s
Constante de Rydberg
RH 1,096775 x 107 m-1
Constante de Wien
B 2,898 x 10-3 K.m
Massa do electrão em repouso
me 9,10938188 x 10-31 kg
Massa do neutrão em repouso
mn 1,674954 x 10-27 kg
Massa do protão em repouso
mp 1,67262158 x 10-27 kg
Permeabilidade do vácuo
µ0 4x3,14 x 10-7 kg.m.s-2.A-2
 
ou 1,2566 x 10-6 m.kg.C-2
Permitividade do vácuo
E0 8,8542 x 10-12 kg-1 m-3.s-4.A2
 
  ou N-1.m-2.C2
Pressão atmosférica normal
P 1,0 atm
 
ou 760 mmHg
 
ou 1,01 x 105 Pa
Produto iónico da água
Kw 1,0 x 10-14
Raio de Bohr
a0 5,2917 x 10-11 m
Unidade de massa atómica
u 1,66057 x 10-27 kg
Velocidade da luz no vazio
c 2,99792458 x 108 m.s-1
Volume molar de uma gás ideal (P.T.N.)
Vm 22,41 dm3.mol-1
Volume molar padrão de uma gás ideal
Vm0 24,4656 dm3.mol-1

 

Unidades:
C = coulomb; J = joule; K = kelvin; <font face="Times New Roma

publicado por ana às 20:13
Assuntos tratados no blog:
mais sobre mim